× G&A Comunicação

blog

Um olhar para dentro

19/01/2018

Um olhar para dentro

Quando o assunto é a sustentabilidade e o sucesso de um negócio, nunca se defendeu tanto a ideia de que a geração de conteúdo é um fator determinante. Segundo a última pesquisa realizada pela Gartner, 89% das empresas irão competir com seus concorrentes pela oferta de uma melhor experiência. Nesse sentido, a criação de uma comunicação coerente, capaz de trazer resultados palpáveis para uma marca, ocupa lugar de destaque à medida que, por experiência do cliente, entende-se também a prática dos valores divulgados no papel.

Para nós de agências de comunicação, esse movimento reflete-se na criação, na curadoria e no desenvolvimento de uma conexão entre o mercado e nossos clientes, bem com o público final do mesmo. O desafio de ultrapassar a selva da mesmice, cativar e, por fim, ser reconhecido como uma referência em sua área de atuação é encarado e enfrentado de corpo e alma pelas agências que estão aí, todos os dias, trabalhando pela reputação de sua marca, tanto nos fronts da assessoria de imprensa, quanto no ambiente social.

Agora, a pergunta que não quer calar é por que então elas próprias, uma vez que detém toda a expertise, também não podem trabalhar para si mesmas?

Inscreva-se e receba nossa newsletter



Ora, como comunicadores, compreendemos perfeitamente que a democratização da informação, a reinvenção diária das estratégias de relacionamento com o público final e formadores de opinião (quem são eles, afinal?) e que o imediatismo, que nos impulsiona cada vez mais para a necessidade de sempre estarmos atentos aos movimentos sociais, culminaram em transformações estruturais na forma como devemos nos posicionar frente ao mercado.

Dados apresentados pelo Panorama das Agências Digitais 2018, pesquisa que traz o impacto da adoção de estratégias de marketing digital dentro das próprias, demonstra que a contratação de uma agência permeia três fatores: foco na entrega de resultados (55,2%), credibilidade no mercado (48,6%) e a especialização na oferta de nicho (38,2%). O preço competitivo, tão debatido, é apenas o quarto fator a ser considerado. Além disso, a pesquisa revela que as agências que adotaram estratégias de Inbound Marketing para si próprias apresentam maior sucesso tanto na retenção de clientes, como na aquisição de outros.

Na Era dos Valores, que convida os consumidores a participar do desenvolvimento de produtos e de suas comunicações, não podemos esquecer que como agências e, portanto, marcas, também temos uma imagem a zelar e que não estamos à par de todas as etapas da jornada de compra ou do funil de vendas. Temos a inteligência para isso! Bora trabalhar?

Share on LinkedInShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someone
Mariana Baére 2017
Mariana Baére

Executiva de Atendimento