× G&A Comunicação

Insights

A instantaneidade e multiplicação da comunicação

14/08/2017

A instantaneidade e multiplicação da comunicação

As relações públicas, como instrumento da gestão empresarial, mudaram, e muito, ao longo das últimas três ou quatro décadas. Pudera, o mundo mudou substancialmente durante esse período e é natural que RP também acompanhasse essas transformações para continuar a fazer face aos novos e crescentes desafios políticos e econômicos que estão aí, escancarados, e que precisam ser administrados.

As maiores transformações na área se deram por conta das novas tecnologias digitais que vieram a facilitar ou, muitas vezes, dificultar a vida das pessoas, das empresas e dos governos. Para o bem e para o mal. A instantaneidade das comunicações é, talvez, o pináculo dessa mudança.

Com a instantaneidade veio a multiplicação dos canais de comunicação, até então concentrada, basicamente, em três áreas: mídia impressa, televisão e rádio. A mídia impressa desfrutava de uma preponderância fenomenal, pela facilidade documental e penetração lenta mas segura. A televisão ganhava mais espaço pelo conteúdo e imagem ao vivo e em cores. E o rádio continuava sendo um contato local, regional e até mesmo nacional de importância. O panorama mudou.

Hoje, quando se pensa em comunicação efetiva, não se pensa apenas nesses veículos mas também em todos os outros que surgiram com o advento da internet, banda larga e até mesmo das mídias individuais, extremamente mais poderosas que as newsletters (impressas) de décadas passadas.

Uma comunicação eficaz precisa contemplar todas essas vias. Se, por um lado, ficou mais fácil se comunicar, por outro, muito mais difícil de coordenar as mensagens desejadas. Que vença quem for mais competente no uso desse leque extenso que atende pelo nome de mídias sociais.

Share on LinkedInShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someone
Agostinho Gaspar
Agostinho Gaspar

Fundador e sócio da G&A Comunicação Corporativa