× G&A Comunicação

Insights

Como as fake news impactam em nosso dia a dia?

28/03/2018

Como as fake news impactam em nosso dia a dia?

Consideradas um problema global, notícias falsas têm 70% mais chance de serem compartilhadas do que verdadeiras

“Se as pessoas soubessem o que aconteceu na Copa do Mundo, ficariam enojadas”. Você já viu esta frase? Ela é o começo de uma das fake news mais clássicas do Brasil – e que se renova a cada Copa do Mundo desde 1998.

A denúncia, supostamente assinada por um diretor de um canal esportivo, é apenas um exemplo em um universo de milhares de boatos que circulam na web diariamente.

Não se sabe exatamente de onde o rumor foi originado, mas é certo que a pessoa que tem seu nome atribuído à farsa sequer trabalhou em um meio de comunicação.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts apontou que mensagens falsas têm 70% mais chances de serem compartilhadas do que as verdadeiras.

Inscreva-se e receba nossa newsletter



Além disso, o alcance de conteúdos falsos chega a impactar até 100 mil pessoas, enquanto os reais chegam, em média, a apenas mil pessoas.

Nesse caso, temos dois problemas: o da pessoa que produz o conteúdo e, também, das que divulgam sem ao menos checar a procedência da informação.

No Brasil, um projeto de lei, que pretende tornar crime o compartilhamento e a divulgação de fake News na internet, já está sendo analisado na Câmara dos Deputados.

Outra entidade que declarou guerra às informações falsas é o Google, que recentemente anunciou uma série de medidas para combater o problema.

Uma informação falsa espalhada pela rede pode impactar milhares de pessoas e gerar graves consequências.

Em 2014, uma dona de casa foi espancada até a morte por causa de um boato. O rumor dizia que a mulher sequestrava crianças para fazer rituais de magia negra. A fraude acabou em tragédia.

No dia a dia das relações públicas e assessoria de imprensa, monitoramos de perto esse tipo de propaganda enganosa. Afinal, uma fake news disparada contra uma empresa pode trazer prejuízos e manchar sua reputação.

Durante as eleições nos Estados Unidos, acompanhei o estrago feito em uma grande marca após uma frase – nunca dita – ser atribuída ao seu CEO. O resultado foi a queda nas vendas dos produtos, gerando prejuízo relevante para os negócios. Não foi fácil reconstruir a imagem.

Devemos combater as notícias falsas e separar o joio do trigo. Para isso, o exercício é simples: checar a fonte que divulga o conteúdo, pesquisar o histórico da mídia que está veiculando as informações e verificar a procedência da informação.

Feito isso, não há risco de compartilhar mentira e promover um desserviço. Com o grande poder de difusão das redes sociais, passar para frente algo desonesto pode ter consequências inimagináveis.

Você não quer pagar por isso, quer?

Share on LinkedInShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someone
Mariana Giordao_120x120
Mariana Giordão

Assistente de Atendimento